Vozes Sem Terra -> Imagens & Vozes -> Por mídia -> Composições das crianças

English | Português

As Imagens e as Vozes da Despossessão: A Luta pela Terra e a Cultura Emergente do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra)

Língua:

Português (change language to English)

Esta página:

Cultura emergente por tipo de mídia -> Composições das crianças 17 recursos (Organizado por Else R P Vieira. Tradução © Thomas Burns.)

AnteriorAnterior    recurso: 5 de 17    Seguinte

Este recurso se encontra também em:

Cultura: Esperanças e aspirações

Autor:

Cláudia Ramos
(9 anos, terceira série do ensino fundamental, Escola Che Guevara, Assentamento Antônio Conselheiro, em Tangará da Terra, Mato Grosso.) Reproduzida com a permissão do MST São Paulo

Título:

O Brasil que queremos
(um Brasil onde haja emprego, onde todos tenham a mesma igualdade e atendimento hospitalar.)

Queremos um Brasil onde haja emprego, onde todos tenham a mesma igualdade. Um salário digno para sobreviver, pois hoje em dia a fome e a miséria são resultados da falta de emprego.

As pessoas que têm muitos filhos e são pobres, às vezes se suicidam ou mandam as crianças pedir comida e dinheiro na rua, o que chamam de mendigos.

Tem pessoas que recebem hoje R$ 100,00 (cem reais), com seus filhos para alimentar. Outras pessoas são escravizadas no emprego, onde recebem em troca um prato de comida e uma cama para dormir.

Queremos um Brasil onde haja mais atendimento hospitalar, mais atendimentos nos postos de saúde.

Onde há fome, sempre há falta de saúde - ou seja, crianças desnutridas, adultos morrendo de doenças e velhos doentes nas portas de hospitais por falta de um atendimento. Isso tudo é por falta de melhores recursos para os hospitais. Às vezes, as pessoas são atendidas. Mas, como são pobres, os médicos dão remédios e vacinas vencidos em mulheres grávidas: morrem o bebê e a mãe. Outros, por causa de doenças incuráveis como AIDS, são abandonados.

Hoje em dia somente os ricos possuem saúde, porque têm dinheiro e, quando têm doenças, eles vão diretamente a um médico contratado. Os médicos arranjam tantas coisas para um rico sobreviver, que o coração morre e eles colocam aparelhos no cérebro - tudo para ganharem mais dinheiro.

Queremos um Brasil onde tenha escolas públicas, porque hoje em dia os recursos para estudar estão muito difíceis para as pessoas que moram nos sítios distantes, onde não há escolas nem ônibus escolar. É por isso que o analfabetismo é grande no Brasil.

Data:

novembro de 2002

Recurso ID:

BRAZILWE809

Desenhos das crianças
Apresentados em 3 concursos nacionais. O Brasil que queremos ter: seus projetos de vida advindos de sua xperiência de despossessão e de uma vida contingente; Brasil, quantos anos você tem: a revisão, pelas crianças, da historiografia oficial; Feliz Aniversário MST!: o impacto do Movimento sobre suas vidas.

Else R. P. Vieira

Veja também: As composições e poemas dos sem-terrinha: a história em revisão

À Universidade da página bem-vinda de Nottingham

Vozes Sem Terra, site hospedado pela
Escola de Línguas Modernas
Universidade de Nottingham, Grã-Bretanha

Coordenadora do Projeto e Organizadora do Arquivo: Else R P Vieira
Produtor do Web site: John Walsh
Arquivo criado em janeiro de 2003
Última atualização: 02 / 16 / 2012

www.landless-voices.org